MOTORISTAS ENCONTARAM DIFICULDADES COM ELEVADORES NOS ÔNIBUS

Despreparo de motoristas com elevadores do ônibus prejudica cadeirante

Bruna Ferreira (3ºA)

Todas as linhas de ônibus de Mogi das Cruzes fornecem elevador para cadeirante para acomodar os passageiros com deficiência. Estas pessoas normalmente são usuárias de cadeiras de rodas, carrinhos ortopédicos, e dispositivos semelhantes, além daqueles que utilizam equipamentos portáteis de oxigênio, muletas, andadores e bengalas. Um usuário do transporte coletivo de Mogi denunciou a falta de instrução para motoristas na hora do embarque de cadeirantes nos ônibus que circulam pela cidade.

José Morais, morador do bairro Vila Natal, sofreu um acidente e, desde então, está em uma cadeira de rodas. Para se deslocar até a fisioterapia, duas vezes por semana, ele depende do transporte coletivo. Ele diz que “o problema é o despreparo dos motoristas, algumas vezes os elevadores travam e acabam não funcionando”. Apesar de afirmar que muitos rodoviários se mostram prestativos a ajudar, José se sente constrangido quando não pode utilizar o equipamento que foi instalado para facilitar a sua locomoção. “O que vejo às vezes é boa vontade deles (motoristas) de tentar ajudar”, conta.

Os veículos da frota da empresa Princesa, uma das concessionárias do transporte coletivo na cidade, possuem como diferencial uma terceira porta, localizada no meio do veículo e que são utilizadas exclusivamente para o embarque e desembarque de cadeirantes, mas a falta de habilidade dos motoristas na hora de mexer no elevador está sendo o grande problema. “A colocação do elevador na porta central, ao invés de estar na porta traseira, melhora o embarque e desembarque dos cadeirantes”, explicou o secretário municipal de Transportes, Nobuo Aoki Xiol. Ele diz também que está tomando as devidas providencias sobre o treinamento para os motoristas dos ônibus municipais no caso dos elevadores para cadeirantes.

PUM 92 - MOTORISTAS ENCONTARAM DIFICULDADES COM ELEVADORES  NOS ÔNIBUS

Apesar dos esforços de motoristas e cobradores, poucos ônibus estão com a estrutura em dia para receber os deficientes físicos. Foto: Bruna Ferreira.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s